domingo, 7 de fevereiro de 2016

Sempre o melhor de nós

"Quem sou eu?" 
Consegues responder com clareza quando te colocas esta questão?

Às vezes deixamos de conseguir dar uma resposta.
Às vezes a resposta dada não é sentida.
Às vezes o que vemos não corresponde ao que sentimos.
Às vezes não reconhecemos a imagem de nós próprios.
Às vezes somos tudo o que sabemos de nós.

Por vezes não reconhecemos a imagem no espelho, estamos com um desconhecido em nós. 
Aquilo que fazemos transforma-nos no que somos. E com descuido passamos a ver a outra imagem. 

Cada coisa que pensamos ou pomos em prática é um pedaço de nos. Determina o nosso caminho. É a nossa história.

Por isso, quando estamos na imagem real de nos próprios tudo é mais fácil, mais sincero, mais real.

O que fazemos pode elevar-nos a alma ou estrangular o corpo. Bom ou mau, somos resultado das nossas ações, do nosso sítio, dos nossos pensamentos.

Se um dia deixas de ver a imagem que esperas no reflexo, procura-a e coloca-a no sitio.

Somos vida. Somos emoção. Somos sentidos.  

Tudo o que fazemos deve vir de dentro de nós. Porque só assim será inteiro!


Com amor,
Judite <3

Sem comentários:

Enviar um comentário