segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

O percurso dos sonhos

Todos nascemos sonhadores.

Seja qual o conceito e dimensão, sonhos são algo que acontece.

Esperamos sempre que algo de maior que o hoje esteja presente no amanhã. E isso é o primeiro comando para os nossos projetos, ambições, desejos, mas principalmente aquilo que nos determina e nos pode mover.

Mas porque uns cumprem os sonhos e outros veem os seus sonhos ficar guardados numa gaveta, cada vez mais profunda?

Para resposta chamo à cena desta peça, a intenção!

A intenção pode ser reflexão ou visão abstrata, mas intenção também pode ser energia, ação, concretização.

Tanto quanto pomos na nossa intenção se reflete na nossa concretização e de tudo o que precisamos fazer para que o caminho seja percorrido.

O sonho é um objetivo, um conseguir de algo que pretendemos amanhã. Mas o sonho também pode ser o caminho de outro sonho, e de outro até muitos mais. E tantos sonhos quanto os que conseguirmos sonhar, podem ser algo maior e honesto para o nosso propósito.

O sonho é um presente, que esperamos abrir e receber a retribuição pela nossa dedicação ao objetivo. O sonho é a meta do caminho trilhado. O sonho é o doce que encerra a refeição, e que deve ser saboreado.

Sonhar pode ser recompensador, e a recompensa pode ser tão grande quanto a nossa permissão. O castramento dos sonhos devolve um caminho menor, uma recompensa mais pequena.

Sejam audazes sem medo de sonhar grande! Mas sejam honestos quanto ao caminho que preparam para chegar às nuvens. Se trilharam um bom caminho, o sonho é porto seguro.



Com amor,
Judite <3

Sem comentários:

Enviar um comentário